SEGUIDORES

OBRIGADA POR SEGUIREM ESTE BLOG

sábado, 28 de maio de 2011

CURIOSIDADES BÍBLICAS - ANCIÃOS, PRESBÍTEROS OU BISPOS

Chefes de famílias e de tribos entre os hebreus primitivos e outros povos remotos (Gên. 50:7). Administravam a justiça, e, em tempo de guerra, serviam de capitães em seus exércitos (cf. o xeque árabe, ancião; e vejam-se Êx. 3:16; 19:7; 24:1; Núm. 22:7). Mais tarde os anciãos da cidade (Deut. 19:12; 21:3; 22:15; etc...) substituíram os de tribos e de famílias retendo as funções judiciais destes (Deut. 22:18). Possivelmente os juízes e oficiais de Deut. 16:18 (cf. 21:2) agiram respectivamente como administradores e legislativos da justiça entre os anciãos. Quando a sinagoga (q.v.) se tornou instituição bem estabelecida entre os judeus, os anciãos, autoridades civis de um lugar, exerceram suas funções na própria sinagoga local.

Os anciãos, presbíteros ou bispos das igrejas primitivas eram moderadores ou pastores, escolhidos segundo o costume da sinagoga. Acredita-se que, desde o princípio, fossem eleitos pelo povo e, depois de aprovados pelos apóstolos, eram empossados com oração e imposição das mãos. Como pastores, seu trabalho consistia em: exercer uma vigilância espiritual sobre o povo, visitar os doentes, cuidar dos pobres e dos estrangeiros; manter disciplina nas assembléias religiosas; ensinar e administrar os negócios da congregação em cooperação com os diáconos (At. 20:28; I Tess. 5:12; I Tim. 3:2; 5:17; Tito 1:7-9; Tiago 5:14; I Pedro 5:1-3; etc...). No Novo Testamento os três títulos (heb., ancião; gr., presbítero; lat., bispo), são usados indistintamente para o cargo de pastor. Isto se explica pelo fato de que havia cristãos entre os judeus, gregos e romanos. Assim aconteceu até 150 d.C. quando, pela primeira vez, os presbíteros eram subordinados aos bispos

Nenhum comentário:

Postar um comentário