SEGUIDORES

OBRIGADA POR SEGUIREM ESTE BLOG

sexta-feira, 18 de abril de 2014

ANGELOLOGIA - ORGANIZAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS ANJOS





A ORGANIZAÇÃO DOS ANJOS

Classificação das Organizações Angelicais:

Pelos textos de Cl. 1.16 e Rm. 8.38 entendemos que as classificações neles apresentadas sugerem funções atribuídas aos anjos.


1 - TRONOS - O original grego “Thronoi” traz um sentido de anjos ligados diretamente à majestade e soberania de Deus. Em I Sm. 4.4; II Rs. 19.5; Sl. 80.1; 99.1, sugere que os querubins exerciam a função real de TRONOS.


2 - DOMÍNIOS - O original grego “Kuriother”, revela um sentido de anjos ligados à soberanias, a domínios. Teriam   eles a função especial, determinada por Deus, de dominar aquilo que Deus criou. Não encontramos que classe específica de anjo é designada para esta função. Vide Cl. 1.16; Ef. 1.21. Todavia, parece estarem entre os querubins e serafins.


3 - PRINCIPADOS - O original grego “archai”, mostra um sentido de anjos que têm poder de príncipes. A revelação bíblica a respeito não traz embasamento para afirmações convictas, mas devido a Is. 14.13; Ez. 28.16; Ap. 12.9 (sobre Lúcifer) e a Dn. 10.13 (sobre Miguel) podemos supor que os querubins tinham esta função.


4 - POTESTADES - São anjos especiais dotados de uma autoridade elevada. Possuem poderes excelentes, todavia sob o domínio do Todo Poderoso. Têm muito poder, mas não são onipotentes (Sl. 103.20; I Cr. 21.15-27).

A CLASSIFICAÇÃO DOS ANJOS

1. Anjo do Senhor
2. Arcanjo
3. Anjos eleitos
4. Anjos das nações
5. Querubins
6. Serafins


1 – Anjo do Senhor (mal`ãkh yahweh) ou Teofânico – gr. Teo + fâneo (aparecer). 

É mister fazer menção especial ao “Anjo do Senhor”, pois a maneira como é descrito na Bíblia o destinge de qualquer outro anjo. Pelas seguintes razões:


a) A ele é atribuído poder para perdoar ou reter pecado.
b) O nome de Deus esta nele (Êx. 23.20-23).
c) Em Êx. 32.34 lemos “meu anjo irá adiante de ti” em Êx. 33.14 “a minha presença” (literalmente, meu rosto). Essas duas expressões se enquadram com (Is. 63.9).
d) Jacó quando se deparou com esse anjo, se refere a Ele como sendo o próprio Deus (Gn 32.30).
e) Esse varão que lutou com Jacó é chamado de anjo em (Os. 12.4).
f) O próprio anjo se identifica como Deus (Gn. 32.28).
g) Através do encontro com esse anjo, Jacó disse “a minha alma foi salva” (Gn. 32.30).
h) Esse anjo recebe adoração (Js. 5. 14).
i) O anjo apareceu a Moisés e se identificou como o Deus de Abraão, Isaque e Jacó (Êx. 3.1-6). 


Aparecimento desse Anjo na Bíblia 


a) Para Agar no deserto (Gn. 16.7).
b) Para Abraão (Gn. 22.11-15).
c) Para Jacó (Gn. 31.11-13).
d) Para Moisés (Êx. 3.2).
e) Para todos os israelitas durante o êxodo (Êx. 14.19).
f) Para Balaão (Nm. 22.22-28).
g) Para Gideão (Jz. 6.11).
h) Para os pais de Sansão (Jz. 13.3 e13).
i) Para Davi (I Cr. 21.10).
j) Para Elias (II Rs. 1.3,4).
k) Para Daniel (Dn. 6.22).

2 - Arcanjo - É considerado anjo chefe (o prefixo “arc” significa “chefe”), príncipe, primeiro ministro.


a) A Bíblia só apresenta um arcanjo - Miguel (Jd. 9), seu nome significa ”quem é semelhante a Deus?”.
b) Miguel é o “príncipe dos filhos de Israel” (Dn. 12.1).
c) Miguel surgirá como comandante dos exércitos celestiais contra as milícias satânicas (Ap. 12.7-12).
d) O arcanjo terá sua participação na vinda de Jesus, sua voz é uma voz de comando e ordenança (I Ts. 4.16).


Gabriel, seu nome significa “o poderoso”.


Tudo indica que ele seja de uma classe de anjos bastante elevada, mas não podemos considerá-lo um arcanjo como querem algumas tradições católicas, judaicas e esotéricas, que dizem que existem sete arcanjos.


- Gabriel está diante da presença de Deus (Lc. 1.19).
- A ele é confiada mensagens da mais elevada importância com relação ao Reino de Deus (Dn. 8.16,17).


3 - Anjos das Nações (Dn. 10.13-20). Esses versículos vêm nos ensinar que cada nação tem o seu anjo protetor, o qual se interessa pelo bem estar dela.


a) Miguel, príncipe da nação hebraica (Dn. 10.21).
b) Príncipe da Pérsia (Dn. 10.13).
c) Príncipe da Grécia (Dn. 10.20). 

A palavra “principados” no Novo Testamento pode referir-se tanto a esses príncipes angélicos das nações, como a reinos com características de um principado, uma região ou uma autoridade regida por um príncipe. O termo, quando se refere a anjos, pode ser usado tanto para os bons como para os maus (Ef. 3.10; Cl. 2.15; Ef. 6.12).


4- Anjos eleitos - são aqueles anjos que permaneceram fieis a Deus durante a rebelião de satanás e foram elevados à categoria de anjos eleitos, aperfeiçoados: não podem mais pecar (I Tm.  5.21; Mt. 25.41). 


5- Querubins - esses seres angelicais aparecem pela primeira vez no Livro de Gênesis (Gn. 3.24)
A palavra querubim vem do termo hebraico kerub quer dizer - guardar, cobrir. Plural de kerub, querubim, significa protetores, guardadores.

a) A função desses anjos é de zelar pela santidade de Deus, para não ser profanada sua santidade, estando relacionados à guarda montada no Trono de Deus.
b) Deus colocou esses anjos para guardarem o Éden e proteger a árvore da vida (Gn. 3.24).
c) Esses anjos estavam também esculpidos em forma de estátuas no Lugar Santíssimo em cima do propiciatório (Êx. 25.17-22; Hb. 9.5).
d) Em Sl 99.1, Deus aparece sendo glorificado por esses anjos.
e) Satanás pertencia a essa classe de anjos (Ez 28.14-16).


6- Serafins - Esta palavra deriva do hb. Saraph que significa: ardente, brilhante, nobre ou afogueado. 

- Pouco se sabe a respeito desta classe, haja vista só termos uma referência bíblica (Is. 6.1-3).

- A função mais específica desse anjo é de louvar e glorificar a Deus em seu trono.


Maranata. ora Vem Senhor Jesus!
Deus abençoe a todos.

CRÉDITOS À: http://pastorguedes.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário