SEGUIDORES

OBRIGADA POR SEGUIREM ESTE BLOG

domingo, 30 de setembro de 2012

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL






Um grande instrumento para o ensino bíblico-doutrinário e para a formação moral e social de adultos e crianças é a Escola Bíblica Dominical.

1. O Surgimento da Escola Bíblica

Em Gloucester, uma cidade não muito distante de Londres, surgiu a Escola Bíblia, criada por Robert Raikes, um jornalista de 44 anos, proprietário do Diário de Gloucester, fundado por seu pai.

Raikes estava um dia procurando um jardineiro na Rua Saint Catherine, no bairro de Sooty Alley, quando encontrou um grupo de crianças maltrapilhas brincando na rua. A esposa do jardineiro lhe disse que, aos domingos a situação era pior, pois as crianças que trabalhavam nas fábricas de segunda a sábado, durante muitas horas, ficavam desocupadas nesse dia, passando o tempo brincando, brigando e aprendendo toda espécie de vícios. Essas crianças percebeu Raikes, estavam a um passo do mundo do crime e ele chegou a ver o destino de muitas delas, ao visitar as prisões de Gloucester.

Raikes, então, teve a ideia de organizar uma escola que funcionaria aos domingos, e além da educação secular, ofereceria educação religiosa, tendo a Bíblia como livro-texto.

Assim em 20 de Julho de 1780, na Rua Saint Catherine, Raikes estabeleceu uma escola gratuita para esses meninos de rua. Raikes contratou uma equipe de quatro mulheres no bairro para lecionar, recebendo um xelim e seis pence, cada uma. Com a ajuda do Ministro Anglicano, Rev. Thomas Stock, Raikes, logo contava com cem crianças, de seis aos quatorze anos, nas suas salas de aula, da escola dominical. A taxa de criminalidade em Gloucester caiu, com o advento das escolas dominicais de Raikes, de forma que em 1792 não houve um só caso julgado pela comarca de Gloucester.

John Wesley (1703-1791) foi um grande propagador da escola dominical. Em julho de 1784 o Diário de Gloucester publicou uma declaração sua dizendo: “encontro estas escolas aonde quer que eu vá”.

Em 1785, foi organizada em Londres a Sociedade para promoção das Escolas Dominicais nos domínios britânicos. No ano seguinte 200 mil crianças já estavam matriculadas.

2. Roberto Raikes

Robert Raikes nasceu em 14 de setembro de 1735 e faleceu em 5 de abril de 1811, era filho de Robert e Mary Raikes, foi batizado na infância na igreja anglicana de Santa Maria da Cripta e educado na Escola da Cripta, ambos na Rua Southgate, em Gloucester, Inglaterra, e mais tarde, na Escola dos Reis. Tornou-se aprendiz de jornalista com seu pai, dono do Diário de Gloucester. Quando seu pai faleceu, em 1757, Raikes assumiu a editoria do jornal, aumentando o tamanho do jornal e melhorando o layout.

3. A Escola Bíblica na América

Nos Estados unidos, a primeira Escola Bíblica reconhecida, foi a escola fundada por William Elliot, em 1802. Funcionava numa fazenda aos domingos à tarde. Mais tarde foi transferida para a Igreja Anglicana de Oak Grave, no condado de Accomac, Virgínia.


No começo do Século XIX, foram fundadas muitas escolas bíblicas nos mais diversos lugares dos Estados Unidos, seu crescimento foi fenomenal. Em 1824, a União Americana de Escolas Dominicais, contava com escolas em dezessete dos trinta e quatro estados americanos existentes.

4. A Escola Bíblica no Brasil

A escola bíblica chegou ao Brasil com as primeiras missões protestantes. Porém, a primeira escola permanente foi fundada pelo casal Robert e Sarah Kalley, no dia 19 de Agosto de 1855, na cidade de Petrópolis, Estado do Rio de Janeiro. Apenas cinco crianças assistiram à primeira aula, mas isso já foi suficiente para que o seu trabalho florescesse e alcançasse os mais longínquos lugares do Brasil.

Em maio de 1861 o Rev. Ashbel Green Simonton iniciou no Rio de Janeiro a primeira escola bíblica presbiteriana, que se reunia aos domingos à tarde na Rua Nova do Ouvidor. Um evento comum na Igreja Presbiteriana brasileira era o “Dia do rumo à escola dominical”, quando se fazia um esforço especial para trazer um grande número de visitantes.

As primeiras convenções de escolas dominicais do Brasil, bem como encontros de confraternização e piqueniques, foram promovidas pelo Dr. Eliézer dos Santos Saraiva (1879-1944), presbítero da Igreja Presbiteriana Unida de São Paulo. Outro grande incentivador foi o Rev. Erasmo de Carvalho Braga (1877-1932), que traduziu, adaptou e escreveu por vários anos as Lições Internacionais (Livro do Professor, 1921-1929), um valioso material para crianças, jovem e adulto.

5. Conclusão

A escola bíblica dominical é reconhecidamente relevante no ensino bíblico-doutrinário e na formação moral e social do crente. É nela que aprendemos os rudimentos da fé e o valor de uma vida inteiramente consagrada ao serviço do Senhor. Ela é tão importante que, já não se pode conceber uma igreja sem ela. A. S. London afirmou: “Extinga a Escola Bíblia Dominical, e dentro de 15 anos a sua igreja terá apenas a metade dos seus membros”.

Carlos de Almeida

Fontes de Pesquisa
- http://www.pibmairipora.com.br/escolabiblicadominical.htm
- http://www.iprb.org.br/historia/EBD_historia.htm
- http://www.mackenzie.br/6980.html
- http://pt.wikipedia.org/wiki/Escola_dominical

Nenhum comentário:

Postar um comentário