SEGUIDORES

OBRIGADA POR SEGUIREM ESTE BLOG

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

FERMENTO VELHO E FERMENTO NOVO




I Coríntios 5. 1 – 13

A Reflexão do DIA:            21 de novembro de 2011

“Pelo que celebremos a festa não com o fermento velho, nem com o fermento da malícia e da corrupção, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade” [v. 8].

Casado com uma filha de padeiro, senti-me no dever de aprender algo sobre fermentos: o químico e o biológico. Ambos têm a mesma função: fazer nossas massas de pães, bolos, tortas ficarem bem suaves e saborosas.  O fermento químico é um composto de bicarbonato de sódio. Já o fermento biológico é um fungo do tipo levedura. A massa com fermento químico pode ir imediatamente ao forno, enquanto a que usa fermento biológico precisa descansar, para crescer antes de assar.

O texto nos fala de dois tipos de fermento: o velho e o novo. Jesus instrui a seus discípulos a que se cuidem do fermento dos fariseus e dos saduceus [Mateus 16. 6, 11 – 12]. No texto de hoje, o apóstolo Paulo dá a mesma advertência aos crentes coríntios. O ensino é que devemos nos cuidar da corrupção de nossa vida cristã, porque “um pouco de fermento leveda toda a massa” [v. 6]. Não permitamos que o pecado se estabeleça em nosso meio.

Fonte: Manancial: Janeiro – Dezembro/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário